segunda-feira, 29 de março de 2010

3 pedras e um caminho.


"Lágrimas não fazem efeito algum quando tudo depende da força"

O começo da estrada.

15 anos, nada de responsabilidades, tudo de malandragem. Seria uma menina se escondendo em um
escudo de garoto, ou uma mulher se escondendo em uma menina?

A rua me chamou, a vida me chamou, aquele skate me chamou. Gritos, gritos ensurdecedores, e eu era a única capaz de calar. Vesti minha armadura e parti pra batalha!
A sensação era de liberdade, a brisa daquela noite me envolvia e me fazia acreditar mais em mim.
Não sei por qual razão, por um momento eu pensei sobre como seria cair e tentar levantar. Tentar é um
bom começo, sempre! Mas falar é fácil né?
Deixei a rua me levar, a vida me guiar, e aquele skate me derrubar.
Particularmente, desafio à mim mesma muitas vezes, para provar o que eu nunca entendi, para quem nunca seria capaz de ver.
Por muitas vezes na vida a gente passa grandes desafios, se lhe cair melhor no entendimento: pedras no caminho. Algumas a gente chuta, outras a gente tropeça.
Mas existem 3 pedras que são capazes de nos fazer desistir:
 O desafio, o medo e as lágrimas.
Permita-me dizer que, não é o tombo que dói e sim a sensação de fracasso.
Você que está lendo deve estar se perguntando o porquê da rua, da vida e do skate né?Pois bem, eu
explico.
O desafio era uma rampa, que vista de um certo ângulo não parecia ser perigosa, mas era. Confesso
que por algum tempo o medo me faz companhia, mas eu o mandei embora, eu precisava provar para
mim mesma que eu era capaz. A coragem bateu à minha porta, e eu fui, com aquela sensação de
liberdade e capacidade, mas o medo voltou, fazendo com que eu caísse. (E nesse momento eu pensei
em desistir de ser quem eu era, e lutar por tudo que eu amo, no momento em que eu caí eu desejei
nunca mais levantar.) Bati a cabeça com força no chão, a dor era tamanha que me fez chorar e perder
o sentido. Cada lágrima que rolava no meu rosto era como se a capacidade estivesse indo embora, me
dizendo Adeus, porque talvez eu não era boa o suficiente. E o meu maior medo era de nunca ser...
Cair, perder, fracassar... Tanto faz, é algo que nos revolta e nos desequilibra, é perigoso!
Por cerca de uns 40 minutos eu fiquei em silêncio, tentando não deixar as lágrimas vencerem a minha força, o fracasso não doer mais do que os machucados que o tombo me causara, mas parecia incontrolável.
As lagrimas rolavam sem que eu quisesse, os pensamentos negativos dominavam a minha mente, e a minha força parecia cada vez menor.
Permaneci dessa forma por um tempo, gritando por dentro até aliviar.
E eu tirei uma grande aprendizado dessa experiência: A única coisa capaz de te levantar é a sua própria força!
Essa não foi a primeira vez que eu caí de skate, mas foi a única que me mostrou algo positivo diante de tal situação, tão negativa por sinal.
É preciso ter força, levantar a cabeça, seguir em frente e ir sempre mais além! Não desista nunca, tente sempre.
Os machucados continuam em mim, a sensação de fracasso também, mas a capacidade e a força são muito maiores. Eu não provei que sou capaz, mas provei da minha coragem.
Nos longos caminhos da vida em muitas pedras ei de tropeçar, mas levantarei quantas vezes for preciso para que eu possa dizer à mim mesma: EU SOU CAPAZ!

"Comece a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança."

28/03/2010

14 comentários:

  1. Nossa...teu blog ta muito bom...bem feitinho...vou ler as postagens aqui!parabéns pelo blog...abraço

    ResponderExcluir
  2. Acho que só comecei a ser feliz de verdade quando eu entendi justamente isso que você disse no post :D
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Putz, o texto é muito forte garota!!!
    Já cai, levanei e continuo a minha jornada.
    Se eu tivesse ficado no chão, hoje eu seria
    simplismente ninguem.
    Venci várias barreiras quando desafiei o medo.
    Parabéns mesmo.
    T+.

    www.sarau2eteres.blogspot.com
    www.comdestaque.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gostei do blog, layout bem pensado,
    os texto, isso nao tem discrição,
    a maneira que escreve,as palavras,
    amei muito.
    O Poeta de Plutão

    www.carlosbranco.com.br

    ResponderExcluir
  5. Muitoo bom:)
    se os textos forem seus
    você esta de parabéns :)

    ResponderExcluir
  6. Obrigada à todos! E sim os textos são meus, todos. :)

    ResponderExcluir
  7. Fiquei com preguiça de ler, mas gostei do estilo do blog (;
    Ja to seguindo.. Acessa ai http://reverberacaomusical.blogspot.com/ Vlw ;)

    ResponderExcluir
  8. Não é o tombo que doi, mas sim o fracasso.
    Puxa, isto contem tanta verdade, não apenas para tombos de skate, mas também para os tombos metafóricos que a vida nos dá.
    Bjkas

    ResponderExcluir
  9. Betty é exatamente esse o sentido do texto. Esse texto é para a vida mesmo, o skate foi só o que me fez pensar...

    ResponderExcluir
  10. Cabeça para cima, e sempre em frente: não temos tempo a perder.

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  11. O final do texto me lembro muito essa passagem do Livro "HAGAKURE,o caminho do Samurai" segue aqui :

    "O caminho do guerreiro é enfrentar as batalhas que se apresentam com o entusiasmo de uma criança e a sabedoria de um ancião......"

    nice post !!!

    http://deposito66.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. ah minha inspiração... minha grande escritora! hahahaha
    melhor que ler seu blog é te ter próxima todos os dias!!!

    ResponderExcluir
  13. cair a gente cai mesmo
    é humano
    superar é que são elas!
    Levantar e seguir :D

    ResponderExcluir
  14. O ''cair'' é um dos maiores aprendizados da vida, em algumas situações podemos até cair duas, três vezes em um mesmo buraco até conseguir-mos atravessa-lo, mas se não for possível, não podemos esquecer de viver, sendo assim, devemos procurar um outro caminho com novos ensinamentos.

    ResponderExcluir

Faço os meus textos esperando reconhecimento, assim como todos que também tem um blog. Sem ser grosseira, se não for ler NÃO COMENTE! Estamos aqui para expor nossas idéias e eu tenho as mesmas intenções que você. Favor respeitar a regra (: Obrigada!