segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Eu lembro quem você era!

Como num sonho intenso eu posso ver todo o meu passado, como num espelho, ora limpo, ora sujo. Não começaremos com arrependimentos, e sim com felicidade, porque eu sou aquela pessoa que não sabe o significado da palavra ' infelicidade ' , pelo menos não por enquanto.
Eu era feliz e sabia, eu sou feliz e sei , mas há algo errado , é comigo e é no hoje.
Eu tinha as minhas asas e dividi com algumas pessoas, a confiança me cega às vezes, minha sabedoria e minha ingenuidade se confundem, ou melhor confundiam, pois hoje sou muito mais cuidadosa. Vamos falar no bom e velho português, eu era boa e boba, hoje eu estou longe disso.
Lembro bem de cada momento bom vivido, sinto o calor de cada um deles, vejo as mãos, os traços e os sorrisos, as palavras de um presente intenso e os laços invisíveis, felicidade pra mim é indescritível. Mas é claro que tive momentos ruins também senhores, como não? Sou humana, infelizmente e felizmente sou bicho homem como todos vocês, coisas ruins que me arrependo, lembranças que poderiam simplismente não serem lembradas, e tudo mais, mas isso tudo eu deixo pra trás, porque comigo só está quem é bom e O QUÊ é bom.
Quando se perde a ingenuidade , se perde muitas coisas também, como poder confiar em alguém sem medo, como ter o dom de amar intensamente, como se conhecer completamente.
Passamos a vida buscando quem realmente somos, eu não pensava nisso, porque nem pensar direito eu sabia, mas tudo o que realmente somos está dentro de nós, essa é a verdade, e eu jamais me senti só , mas agora é diferente.
Hoje a realidade do mundo pra mim é diferente, não vejo só flores, sei que existe muito lixo por aí, nossos lixos, lixos dos vermes, lixos de pessoas sem coração, lixos até de quem não é daqui!
Eu penso por mim, eu me cuido por mim, eu me protejo por mim, eu vivo e respiro por mim mesma.
Não citarei amigos, pois amigos não respiram por nós, eles respiram junto à nós! Não citarei minha familía, pois eles mal sabem quem eu sou e não os culpo porque o único e verdadeiro culpado é apenas o meu silêncio.
Reparei que as pessoas mais presentes em nossas vidas são as que menos sabem sobre nós, ou isso pode vir à ser uma grande mentira, minha mãe diz que sabe exatamente quem eu sou, até mais do que eu mesma sei, nunca acreditei nisso, mas meus olhos são distantes o suficiente pra não enxergar a sabedoria desta forte mulher!
Eu lembro quem eu era, só não sei quem eu me tornei. Não bebo mais, não fumo mais, não falo tanto de sexo mais, não brinco mais, não sou tão eu quanto eu era... sinto falta deste meu pedaço!
Ele está perdido dentro de mim, e eu sei onde encontra-lo e assim farei, só dou tempo ao tempo.
As minhas asas voltarão para o seu devido lugar, e tudo o que eu sei sobre mim também, sou tudo o que eu sinto por dentro. Sou feliz de qualquer maneira, porque o meu sorriso é algo que nunca vai se apagar! Tudo me faz querer afastar um lábio do outro até mostrar os dentes e uma expressão feliz, tudo me faz querer SORRIR pra vida. Agora é hora de acordar e se encontrar pequena...
HOJE eu não deixo os meus passos no chão, sou silêncio, sei de tudo e todos e de mim? Nada saberás! Apesar de estar diferente, ainda sou a mesma...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço os meus textos esperando reconhecimento, assim como todos que também tem um blog. Sem ser grosseira, se não for ler NÃO COMENTE! Estamos aqui para expor nossas idéias e eu tenho as mesmas intenções que você. Favor respeitar a regra (: Obrigada!