segunda-feira, 19 de julho de 2010

"Amar é ter um pássaro pousado no dedo. Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento, ele pode voar”. - Rubem Alves

Costumamos pensar que o amor e a vida são as nossas únicas certezas, mas, é o contrário, são as maiores incertezas que possuímos.
Como a vida poderia ser uma certeza, se desde que nascemos, estamos sujeitos à morte? Seja como for, viver é um risco, é assim que penso.
E como dizer que o amor é realmente um pássaro que na maioria das vezes acaba voando, sem destruir a ilusão de quem ama? Como eu, que amo tão intensamente. É difícil pensar no fim das coisas, passamos por isso várias vezes em nossas vidas, como aquele primeiro amor que você fez juras eternas, e na primeira pedra no caminho, a eternidade se perdeu e tudo então chegou ao fim, e você chorou, dias e dias, sem saber o que fazer, pensando que nunca mais encontraria alguém que pudesse te fazer sorrir como aquele alguém fazia, mas aí você tem uma nova chance, diante de seus olhos, e então vê que um outro alguém, este novo alguém, te faz sorrir mil vezes mais, que o primeiro amor não significa único, e que um novo amor, sempre pode te fazer ser melhor, isso faz parte do conceito das realidades diferentes, nada nunca será igual, como foi, tudo é diferente, de um jeito melhor, ou pior, isso é relativo.
Mas voltando, as coisas tem um fim, e é bom viver tudo enquanto elas existirem, sem medo, sem pensar no quanto você estará se entregando, sem medo algum, ame mais, ame e seja feliz enquanto puder.
Eu carrego comigo apenas duas certezas nessa vida: tudo vai passar, e confie em si mesmo. Só!

"Muitos destes pássaros eu tinha nos dedos, mas um à um voaram para bem longe, cortando-me os dedos e o coração, mas hoje, tenho novos pássaros e a certeza de que mais dia, menos dia, eles acabarão partindo também, mas deixaram-me os dedos e o coração intacto, dessa vez."



2 comentários:

  1. Quanto mais vc escreve, melhor ficam os seus textos, impressionante como vc usa a literatura a seu favor rs <3

    ResponderExcluir
  2. E eu me esquecia do encantamento provocado pelos textos da Lua. Que bom voltar aqui e poder sentir tuas palavras!
    Essa coisa de amor, durar para sempre ... acho que vamos perdendo essa idéia aos poucos e aquele terror de "um dia vai findar" torna-se algo com o qual nos acostumamos e até mesmo (ainda que sem querer) esperamos, pelo final e mais ainda pelo recomeço.

    ResponderExcluir

Faço os meus textos esperando reconhecimento, assim como todos que também tem um blog. Sem ser grosseira, se não for ler NÃO COMENTE! Estamos aqui para expor nossas idéias e eu tenho as mesmas intenções que você. Favor respeitar a regra (: Obrigada!