segunda-feira, 24 de maio de 2010

Quando tá escuro...

E ninguém me vê.

Eu te vejo brilhar.

Hoje eu quero meu cobertor e minha nostalgia. Somente o que preciso para me manter viva, só por hoje.
Preciso lembrar de como a luz dos seus olhos me cegaram, mesmo no escuro, daquela noite.
E eu sei que você é quem me vê brilhar também, quando as luzes se apagam e a cidade adormece, quando o mundo esquece da nossa existência, e nós esquecemos o mundo.
Talvez, eu não devesse falar mais do mesmo, por parecer clichê, mas devo confessar: é maior do que eu. - O sentimento -
Eu pensei tanto em uma hora certa, em um momento, eu idealizei algo que creio eu, foi em vão. Existe algo mais forte, que me fez e faz ir além com você. Somos nós, um feito de dois.
Real, intenso, e inesquecível. Não há mais nada para se dizer, além dessas três palavras.
Eu senti você de uma forma inexplicavel. Não posso e não quero perder isso, não hoje, nem amanhã, odeio dizer essa palavra e você sabe, mas, não quero perder nunca!
Alguém como você me faz sentir coisas que eu não sei explicar, as palavras perdem o sentido, e a voz se cala, só me resta realmente sentir.
Tudo em você parece ser luz, insiste em parecer, e meus olhos, mesmo que por muitas vezes se fechem na sua presença, vêem toda essa luz como uma esperança, uma forma de amor.
Eu amo teus olhos, boca, nariz, a sua branquelice, seu tamanho, suas mãos... Eu amo tudo em você, eu amo você por inteiro.
Hey, não esqueça... "Eu sou sua" .




Um comentário:

Faço os meus textos esperando reconhecimento, assim como todos que também tem um blog. Sem ser grosseira, se não for ler NÃO COMENTE! Estamos aqui para expor nossas idéias e eu tenho as mesmas intenções que você. Favor respeitar a regra (: Obrigada!