segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Congelada.



Pois todas as partes de mim estão espalhadas com aqueles que um dia levaram tudo o que eu tinha...
O que restou é um esboço, de quem já foi feliz, à um bom tempo atrás. E agora, nada satisfaz. 
Não, não mais...

Sou o peso do passado, a incerteza do presente, o medo do futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço os meus textos esperando reconhecimento, assim como todos que também tem um blog. Sem ser grosseira, se não for ler NÃO COMENTE! Estamos aqui para expor nossas idéias e eu tenho as mesmas intenções que você. Favor respeitar a regra (: Obrigada!