domingo, 12 de dezembro de 2010

Espero morta, encontrar alguém vivo. E renascer.

Enquanto vidas se fazem em vão, eu continuo aqui na contra mão, sem procurar, querendo encontrar, uma luz nessa escuridão. E é tão estranho tantas almas perdidas, e tudo depender de sintonia e um coração, e por fim, tudo mudar, e eu enfim, descansar.


Vou continuar rimando, até quando completarem a última rima por mim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço os meus textos esperando reconhecimento, assim como todos que também tem um blog. Sem ser grosseira, se não for ler NÃO COMENTE! Estamos aqui para expor nossas idéias e eu tenho as mesmas intenções que você. Favor respeitar a regra (: Obrigada!