quinta-feira, 8 de abril de 2010

Te encontrar.


Disseram que eu te encontraria, talvez em uma esquina

Sem rumo e sem alguém
Talvez seja verdade,
Mas eu nem sai de casa essa noite, meu bem
Então me diz
Como posso te ter?
Se nem ao menos
Estive lá pra te ver


Isso é pra quando você
Não confia no destino
Mas ainda pensa
Que pode ser feliz
Sem ao menos
Arriscar
Tentar ouvir
O que aquele cara diz
A felicidade é pra quem sabe encontrar


Já me cansei
de tanto procurar
O que sei que não é pra mim
Talvez fosse facil
Suportar
Esse tédio que parece não ter fim
Mas chega uma hora
Em que tudo que demora
Se torna tão fragil
Eu não sei dizer se devo ou não
Tentar denovo ou viver esse fracasso...


Essa noite eu vou sair
Mas é só pra te encontrar
Meu bem, esteja lá
À me esperar...
Dessa eu vez, eu vou confiar
(Em você)

Leiam isso como canção. Dica!

3 comentários:

  1. Fantástatico!!!!
    Suas palavras seguem uma perfeita ordem psicologica!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom,principalmente por que foi produzido a partir do coração.

    EM CARNE VIVA VIII
    http://oficinamissoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Antes de ler a dica já tinha imaginado isso em uma música. Boa escolha de palavras. Simples e poético...

    To passando também pra te lembrar pq saiu o segundo capítulo do folhetim coletivo d'O movimento. Lembra, dos piratas, da enquete? Pois é. Como você gostou do primeiro, tá aí o link do segundo:

    http://moviment0.wordpress.com/2010/04/08/as-abotoaduras-de-ouro-folhetim-coletivo-capitulo-2/

    Abraço \o

    ResponderExcluir

Faço os meus textos esperando reconhecimento, assim como todos que também tem um blog. Sem ser grosseira, se não for ler NÃO COMENTE! Estamos aqui para expor nossas idéias e eu tenho as mesmas intenções que você. Favor respeitar a regra (: Obrigada!